Reflexão nº 4 – Nada como as imperfeições perfeitas de quem a gente ama

casal_banco_costas_sol_grama_lago

Foto: www.morguefile.com

De repente você sente uma energia diferente. Uma felicidade repentina pelo simples fato de amar. Amar as qualidades e defeitos do outro. Admirar o ser humano que ele é e respeitar os limites dele. Aprender e crescer com ele.

O olhar, o jeito de falar, se expressar, sorrir, gesticular. O pacote completo. É impressionante como até os “defeitos” parecem ser os “defeitos” que a gente gosta.

Continuar lendo

Anúncios