Reflexão nº 30 – Nossa imensidão

praia-sol-pessoa-caminhada-pier

Por Carolina Rodrigues*

Andar na praia faz bem. E não só pras pernas, pro coração, pra pele ou pra qualquer outra parte do corpo físico. Faz bem à alma.

Você pode ir com música no ouvido ou não, como preferir. Intercalar com uma corridinha leve ou não, como aguentar. Mas o importante, nesse caso, é estar sozinho. Porque aí você consegue sentir aquela paz e aquela tranquilidade que te preenchem todo o ser.

Pare abaixo daquela imensidão azul do céu, em frente à imensidão azul do mar e acima da imensidão da areia e respire. Observe. Sinta-se pertencente ao mundo, ao universo, ao vento que mexe seus cabelos, os grãos de areia e faz a água tremer, tudo ao mesmo tempo.

Somos todos partes integrantes desse universo. Muitos e um só. Nós que fazemos essa magia dar certo. O que o mar, o céu, a areia e o ser humano seriam, se não tivessem um ao outro?

Melhor do que podemos ser juntos é conseguir sentir toda essa capacidade e a sensação que bate bem gostoso, lá dentro.

Sobre a autora: Carolina Rodrigues, jornalista, 26 anos, caiçara. Adora reuniões familiares calorosas e seu maior sonho é ser mãe. Autora e criadora do blog Cantinho.

Foto: www.morguefile.com

Leia mais:

Reflexão nº 26 – A felicidade é uma escolha

Reflexão nº 19 – “Nosso pálido ponto azul”

Reflexão nº 10 – “Ensaio sobre a cegueira”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s